Pesquisar por palavra-chave:

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Dominando o MS-DOS (parte 1 - básico)

Embora alguns achem que o MS_DOS é um sistema antigo, eu sei da sua utilidade no meu dia-a-dia como analista de suporte, logo, decidí escrever um artigo a respeito.
Tutorial dividido em 4 partes, a cada sexta-feira deste mês, uma nova parte deste artigo. Bons estudos


  • Introdução
O MS-DOS é um sistema operacional mono-usuário e mono tarefa, ou seja, um usuário por vez e uma tarefa por vez, porem atualmente no Windows, podemos abrir várias janelas do DOS e em cada um executar coisas diferentes.
Uma das utilidades mais importantes é criar scripts em DOS (ou arquivos em lotes) que facilitam a administração.
A sigla significa MicroSoft Disk Operational System
Para acessá-lo, abra o prompt de comandos do Windows:




  • Comandos de navegação
CD (change directory) é um comando para mudar de diretórios ex:

c:\> cd Windows (pressione enter)
c:\Windows>

Isto indica que o diretório (ou pasta) foi acessado, mas o comando também serve para sair de diretórios, neste caso, ao invés do nome da pasta, usamos "cd .." ex:

c:\windows> cd .. (pressione enter)
c:\>

E também, voltar direto para a raiz, usamos "cd /"

MD (make directory) usado para criar diretórios, para isto basta usar o comando conforme exemplo:

c:\> md músicas (pressione enter)
 O diretório "musicas" será criado

RD (remove directory) usado para remover diretórios, basta digitar o comando seguido do nome do diretório que deseja remover, mas se o diretório estiver com arquivos ou sub-diretórios dentro, vc deve usar o comando" RD /s" exemplo

rd musicas (apaga pasta músicas desde que vazia)
rd /s musicas (apaga pasta músicas e todo seu conteúdo)
rd /s /q musicas (apaga a pasta música com todo o seu conteúdo sem pedir confirmação)

DIR (directory) Permite visualizar conteúdo de um diretório, tem muitas opções para organizar o resultado:

dir     = exibe conteúdo de um diretório
dir /p     = exibe o conteúdo pausadamente caso seja muitos
dir /s     = exibe o conteúdo do diretório e de todos os diretórios sub-sequentes
dir /o:n     = exibe em ordem alfabética
dir /o:-n     = exibe em ordem alfabética invertida
dir /o:d     = exibe em ordem de data da criação ou última alteração
dir/ o:-d     = exibe em ordem alfabética invertida
dir /a:h     = exibe arquivos ocultos (hide)
dir /a:d     = exibe somente diretórios dentro do diretório atual
dir /a:-d     = exibe somente arquivos dentro do diretório atual

Os comandos podem ser combinados como no exemplo abaixo

dir/o:n /h /p (seria exibir em ordem alfabética, inclui ocultos e pausadamente)
  •  Manipulação de arquivos
COPY = cria uma cópia de um arquivo e envia para um diretório de destino (como copiar e colar)
copy <origem> <destino>

ex:
    copy        musica.mp3     e:\musicas
(comando)      (origem)           (destino)

da mesma forma podemos especificar todos os arquivos de uma diretório:

     copy             *.*          e:\musicas
(comando)      (origem)        (destino)
Obs: * no MS-DOS significa "tudo" ou "todos"

MOVE = parecido com o copy, mas não cria cópia, ele remove da origem e insere no destino (como recortar e colar)


move        musica.mp3     e:\musicas
(comando)      (origem)           (destino)

da mesma forma podemos especificar todos os arquivos de uma diretório:

  move            *.*          e:\musicas
(comando)      (origem)        (destino)
Obs: * no MS-DOS significa "tudo" ou "todos

DEL (delete) = deleta arquivos especificados, del <nome do arquivo>
ex:
del musica.mp3 (apaga o arquivo música)
del *.mp3 (apaga todos os mp3)
del *.* (apaga todos os arquivos de um diretório)
del /s *.* (apaga todos os arquivos de todos os diretórios sub-sequentes, mantendo os diretórios)
del /s /q *.* (apaga como o comando acima, mas não pede confirmação)
del /s /q /f *.* (igual ao comando acima, mas o "f" força exclusão de arquivos somente-leitura)

Obs: No lugar do comando "del" podemos usar também o comando "erase"


Quem gostou deixe um comentário!


4 comentários:

  1. Excelente dicas, continue sempre assim, nos ajudando sempre.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom mesmo, gostaria de saber, se o powershell do windows8 aceita os comandos do terminal do linux.

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar, será publicado em breve!

Siga meu blog por email!! Digite seu email abaixo.

google-site-verification: google53a8eb0bc7dc474a.html