Pesquisar por palavra-chave:

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Como montar uma rede cabeada (vídeo aula)

Recomendamos a leitura dos artigos anteriores sobre redes: clique aqui

50% do sucesso de uma rede está no cabeamento, logo deve ser feito com bastante atenção.
Existem dias montagens diferentes de cabos de rede, depende da função do cabo. Para ligar um computador direto à outro, ou interligar dois switch´s usa-se o cabo cross-over, para interligar vários computadores à um switch, usa-se o cabo cross-link.
As ferramentas necessárias são:

  • alicate de crimpagem de rj-45
  • Decapador de cabos
  • 2 RJ-45 para cada cabo (ou para cada computador)
  • cabo de rede par-trançado Category 5e (para redes de 100 Mbps) 







OS padrões 568-a e 568-b trata-se da ordem das cores dos fios, conforme imagens abaixo:




Seguindo estas ordens de cores, basta crimpar o cabo como no vídeo abaixo:




Espero ter ajudado! qualquer dúvida deixe um comentário

terça-feira, 20 de novembro de 2012

O que são processadores CISC e RISC?


Conhecendo os processadores (parte 2)

Assunto que causa muita dúvida nos estudantes de hardware, CISC e RISC são tipos diferentes de arquiteturas de processador, a principal diferença está nos tipos de intruções, mas o que são instruções?
Instruções são usadas pelos processadores para tratar uma determinada informação, ou seja, o processador pode fazer cálculos matemáticos, mas na maioria das vezes estas instruções não são usadas, a não ser que você esteja fazendo uma conta na calculadora ou uma planilha de cálculos no Excel, a maior parte do tempo, o processador é usado para abrir e fechar programas, compactar arquivos, salvar dados no disco que são as instruções usadas com mais frequência.
Processadores baseados arquitetura CISC tem um conjunto de instruções complexas (Complex Instruction Set Computer) enquanto o RISC trabalha com um conjunto de instruções reduzidas (Reduced Instruction Set Computer )


  • diferenças na prática:

Ao contrário dos complexos CISC, os processadores RISC são capazes de executar apenas algumas  instruções simples. Justamente por isso, os chips baseados nesta arquitetura são mais simples e muito mais baratos. Outra vantagem dos processadores RISC, é que, por terem um menor número de circuitos internos, podem operar em velocidades mais altas.
Apesar de um processador CISC ser capaz de executar centenas de instruções diferentes, apenas algumas são usadas freqüentemente em computadores comuns domésticos ou profissionais, então foi criado um processador otimizado para executar apenas estas instruções simples que são usadas mais freqüentemente.  este é o RISC.
Em conjunto com um software adequado, este processador seria capaz de desempenhar quase todas as funções de um processador CISC, acabando por compensar suas limitações com uma maior velocidade de processamento.
Atualmente encontramos processadores com arquiteturas híbridas, que são processadores RISC com poucos recursos CISC incorporados.



Como os novos processadores da INTEL e da AMD

Abaixo 2 fotos de núcleo de processadores

Intel Dual Core

AMD Six Core

Obrigado aos leitores pela visita!

           Leia a parte 1 do artigo sobre processadores clicando aqui
           Leia a parte 3 do artigo sobre processadores clicando aqui

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Conhecendo os processadores (parte 1)


Entre tantos componentes do computador, sem dúvida o principal é o processador, é responsável pela performance do seu computador, conhecer parte do seu funcionamento pode ajuda-lo a escolher melhor o processador do seu próximo PC.
Existem dois fabricantes de processador, a INTEL e AMD, e cada um deles fabrica um tipo de processador pra cada tipo de trabalho:
INTEL
Celeron : processador de baixo desemprenho, especialmente por terem pouca memória cache
Atom: Processador de baixo desemprenho, embora tenha dois núcleos, sua arquitetura é voltada para computadores com baixo consumo de energia como notebooks e netbooks
Dual core : Desempenho razoável, recomendado para usuários que exigem desempenho mas com baixo custo
Core i3 : um excelente custo-benefício, pode rodar bons jogos e tem um desempenho muito bom
Core i5: Este processador faz parte dos processadores de alto desempenho da INTEL recomendado para quem necessita de grande poder de processamento c omo jogos ou animações
Core i7: Mas poderoso processador da Intel, e é claro, com um custo mais elevado

Xeon: processador voltado para servidores de rede
AMD
Semprom : processador de baixo custo assim como o Celerom
Athlon: suas versões X2 e X4 coloca esta linha de processadores em uma categoria entre médio e alto desempenho, compativeis com o core i3 e i5
Phennon: esta linha de processadores, desde as versões antigas como o Phennon X3, até as versões mais poderosas como Phennon II X6, coloca estes processadores entre os mais potentes do mundo, com uma relação custo-benefício muito bom, embora um pouco inferior a INTEL, mas com um valor bem mais acessível
Bulldozer X4, X6 e X8 são os mais poderosos processadores da AMD, recomendado para quem precisa de um alto poder de processamento como jogos por exemplo. 

Opteron : processador para servidores da AMD
Agora depende do gosto (e do bolso) de cada um para escolher!
Antes de comprar um processador, verifique o modelo de sua placa-mãe, e verifique a compatibildade.
Especificações de processadores:
Clock: refere-se a frequência interna do processador, velocidade de processamento como compactação de arquivos, abertura de programas etc... É a principal especificação sobre desempenho do processador
FSB :(Front side bus): O FSB ou barramento frontal, refere-se a frequência com que o processador se comunica com a placa e com as memórias, ou seja, a frequência externa do processador.
CACHE: Separados em níveis de cache (L1 , L2 e L3 em algumas versões) estas especificações podem servir como "critério de desempate" caso esteja em dúvidas entre dois processadores, quanto maior as CACHES, melhor o desemprenho do processador
Multi core: número de núcleos,  quanto mais núcleos melhor, mas existem importantes, existem núcleos virtuais (HT) e núcleos físicos, obviamente os núcleos físicos são bem mais potentes.
Processadores de 32 e 64 bits:
Atualmente, muitos dos processdores novos são de 64 bits, mas qual é a diferença?
Significa o número de bits por clock do processador, ou seja, a cada pulso do processador, são enviados/recebidos 32 bits por vez. O bit é cada 0 ou 1 querm compõe o código binário.
Portanto um processador de 32 bits recebe/envia somente a metade de dados que um processador de 64 bits poderia processar:
Para explicar melhor, vamoa fazer a comparação entre 2 processadores:
Imagine um processador de 2Ghz de 32 bits e outro de 2Ghz de 64 bits,
a cada clock (ou ciclo por segundo) ele recebe/envia 32 Bits, logo, em um segundo seriam 64000000 bits enviados/recebidos, ou seja 7812,5 Mega Bytes (dividido por 1024 e dividio por 8) por segundo no processador de 32 bits e 15625 Mega Bytes por segundo nas versões de 64 bits, ou seja, o dobro!
Mas para que funcione, é necessário um sistema operacional que tenha as intruções escritas para enviar 64 bits ou 32 bits de informações para o processador, por isso o Windows e o Linux são distribuidos nas duas versões, seria um desperdício um processador de 64 bits com um Windows de 32 bits instalado, pois o proprio Windows não usaria todo o poder de processamento.

Leia a parte 2 sobre processadores clicando aqui



quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Novo recorde de acessos

Como já é de costume, todo início de mês um novo recorde de acessos, desta vez 2001 acessos somente no mês de outubro.
Um muito obrigado a todos os leitores do blog, aos que publicam o link do meu blog em seus sites e a todos que apoiam esta iniciativa.

"Alguns preferem guardar para sí próprio, eu prefiro compartilhar o conhecimento"




E é claro, agradecer aos visitantes internacionais!




Obrigado a todos os leitores

Siga meu blog por email!! Digite seu email abaixo.

google-site-verification: google53a8eb0bc7dc474a.html